A Vila Salga busca equilibrar aspectos ambientais, sociais e econômicos valorizando o local e a cultura caiçara.​

Pensando nisso chamamos o arquiteto Ricardo Ferri, que prioriza materiais locais, para construir nossa “casa”. A construção tem como base madeiras de demolição, pedras naturais do local e barro caiçara. Madeiras de demolição são reutilizadas sem causar novos danos aos eco sistemas e agregam valor histórico à construção. As pedras utilizadas na construção foram encontradas na fundação do próprio terreno, reutilizando os materiais encontrados no local. Optamos pelo barro caiçara para forrar os edifícios que, além de ser local, valoriza a cultura caiçara.

Ao longo dos anos buscamos tornar nosso dia-a-dia mais sustentável. Sentamos pra definir nossos conceitos, nosso valores, nosso impacto no meio ambiente e nosso relacionamento com a comunidade ao nosso entorno. Escolhemos nossos fornecedores e parceiros com base nisso, preferindo aqueles mais sustentáveis, artesanais e locais.

Tentamos diminuir o lixo do restaurante e eliminar o plástico no nosso salão. Você sabia que se o mundo continuar com os mesmos hábitos em 2050 vai ter mais plástico do que peixes no mar?

Por isso, decidimos trabalhar com embalagens 100% biodegradáveis feitas de bagaço de cana de açúcar que se decompõem em 6 semanas, mesmo em lixo comum, para nosso delivery náutico.

Contratamos uma consultoria para estabelecer um processo de compostagem no nosso espaço para que nosso lixo orgânico se tornasse adubo para o nosso jardim.

Queremos nos tornar cada vez mais sustentáveis e se você tiver alguma proposta de como podemos evoluir neste sentido adoraríamos ouvir.

Pensando no nosso impacto no planeta

Onde estamos localizados?